Deixe Ela Entrar (2008)

25 02 2009

let_the_right_one_in_ver3

Que história de amor infantil mais singela! Me surpreendi positivamente com o filme sueco Deixe Ela Entrar.  Um filme feito com sensibilidade, no qual a roupagem vampiresca é apenas um subterfúgio para se contar uma bela história de amor.

Oskar é um menino melindroso de 12 anos, que mora com a mãe numa pequena cidade sueca coberta de neve e monótona. Vive sendo importunado pelos colegas de escola, que adoram machucá-lo com brincadeiras sádicas. Sozinho, acaba conhecendo a bela vampirinha Eli, sua nova vizinha. Com a chegada de Eli, estranhos assassinatos começam a apavorar os habitantes da cidade. O que será? Mistério…

Como todo bom vampiro que se preze, sem um convite apropriado nada evolui. Porém, Oskar é diferente e não liga para a peculiar condição de Eli, e assim o convite é feito. A partir daí, o seu mundo mudará. O seu interesse pelo sexo oposto será despertado e a sua auto-estima também. Bem-vindo ao complicado mundo da adolescência.

O ritmo do filme é lento e logo no começo você estranha um pouco, pois parece que a história não vai a lugar nenhum, mas aos poucos você é envolvido pela amizade genuína que os 2 personagens principais criam e as situações que acontecem a partir daí prendem sua atenção até o fim.

A fotografia soturna ajuda no clima e os efeitos especiais são econômicos mas de um bom gosto impecável. A trilha sonora, principalmente na parte final do filme, é linda e reforça os momentos poéticos dessa história simples, mas bem executada.

A exemplo do Brasil, que não indicou Linha de Passe para o Oscar desse ano, a Suécia também vacilou, pois teria muito mais chances se deixasse esse filme (trocadilho infame) entrar na seleção.

O que importa aqui não é quem vai morder quem e sim as pequenas grandes lições que são capturadas. Através de Eli, Oskar terá um contato próximo com a morte. E aprenderá sobre a vida.

NOTA: 8

Anúncios

Ações

Information

17 responses

25 02 2009
Sérgio Déda

Ouvi muito pouco sobre este filme, mas tem uma premissa interessante.

Ah tem um Meme pra vc lá no blog… Abraços!

25 02 2009
Kamila

Este filme despertou a minha atenção na temporada de premiações, quando conquistou alguns prêmios de Melhor Filme Estrangeiro. Além disso, constou da lista dos 10 melhores do ano do crítico Roger Ebert, que é um mestre na arte da crítica de cinema. Seu texto me deixa ainda mais curiosa para conferir o filme sueco.

25 02 2009
Otavio Almeida

O Salem, da SET, gosta muito do filme. Ele me disse pra não perder de jeito nenhum. Mas parece que vc não se empolgou tanto. Como tens a mente retardada como a minha, começo a ficar preocupado…

Abs!

25 02 2009
Denis Torres

Sergio Déda, deixa comigo, vou lá ver!

Kamila, acredito que vc irá gostar bastante.

Amigo Otávio, mas eu gostei do filme, não entendi. Você como um legítimo hollywoodiano vai estranhar o ritmo europeu da coisa, mas acredito que irá apreciar. O seu colega Salem gostou tanto assim? 7 .5 é válido, não? Abs!

26 02 2009
Hélio

Esse eu fui ver na Mostra de SP por acaso, apenas pq era o unico filme em exibiçao as 10 da manha. Bela surpresa. Mas na epoca eu so desejava que o diretor fizesse filmes de terror puro. O cara filma bem demais.

Abraços!

26 02 2009
Wally

Ouvi falar bem demais deste filme. Espero gostar tanto quanto. Mas sua crítica ta mais para 8.5 do que para 7.5. =D

Ciao!

26 02 2009
Denis Torres

Hélio, eun perdi esse na Mostra pois na mesma sessão tinha Queime Depois de Ler. Abs!

É verdade, Wally. Vou aumentar para 8. Ciao!

26 02 2009
Marcel Gois

Não conhecia o filme, mas agora fiquei curioso! Tenho um amigo viciado em histórias de vampiros, a fixação dele já me fez ler alguns livros sobre o assunto e até gostei, vou falar desse filme para ele.

26 02 2009
Kau

Denis, PELO AMOR DE DEUS me diz da onde vc tirou este filme!!! Rsrsrsrsrsrsrsrs. Não acho em lugar nenhum pra baixar e é o estrangeiro que mais esperava da temporada. Se for de algum link, faz o favor de colocá-lo em algum comentário do meu blog??

Valeu!! Abs!!

26 02 2009
Pedro

Quero conferir este filme! Se sair por aqui…

26 02 2009
Pedro

ah! Denis, a expressão “O Rama” significa “muito” ou “vício”, cabe as duas para o título do blog. abraço!

27 02 2009
Otavio Almeida

Ah, agora sim! NOTA 8! Abs!

28 02 2009
Gustavo H.R.

Histórias de amor são frequentemente contadas sem esforço de originalidade na sua abordagem, em especial quando se trata de comédia romântica hollywoodiana. Ainda bem que há mentes criativas que seguem um caminho diferente. Esse filme é dos que mais desejo assistir neste ano, o trailer, a sinopse e as críticas são atraentes demais.

Cumps.

5 05 2009
cinemmarte

Olá,gostei do seu blog, visite o meu!

5 05 2009
cinemmarte
2 06 2009
ric

otimo!! muito bom!e um filme que indico pra quem gosta de filme de vampiros e queira mais do lugar -comum que o cinema americano se transformou,o filme surpreende do começo ao fim,assusta e faz pensar ao mesmo tempo,sensacional!

24 04 2012
lady darkness

Deixe ela entrar é um filme baseado no livro de contos do escritor sueco John Ajvide Lindqvist, que também escreveu o roteiro. O livro pertence ao genero gótico,portnato nada mais natural que o filme seja sombrio,denso,com uma atmosfera soturna,gótica e vampirica. Pra quem gosta dos filmes do genero é uma boa pedida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: