Boêmio Encantador (1938)

24 06 2009

holiday

Quem não gosta dos filmes americanos dos anos 30 e 40, as famosas “screwball comedies” ou é porque não conhece ou não deve bater muito bem da cabeça. Esse filmes foram feitos na época da Grande Depressão americana. Não há grandes cenários e nem aqueles melodramas gigantescos e as principais caractéristicas deles são os diálogos inteligentes e ousados, uma mudança de valores nos papéis sociais e principalmente o bom humor. Tudo isso numa velocidade incrível. Eu acho que a dureza desses tempos fez todo mundo ficar esperto, não perdendo tempo com balelas e indo direto no ponto.

Boêmio Encantador é o menos conhecido deles e na época fracassou na bilheteria, mas mesmo assim é um exemplar genuíno desse tipo de filme americaníssimo tanto quanto os westerns. O grande diretor Geoge Cukor, o responsável por esta pequena obra-prima, é mais conhecido, por exemplo, por filmes como Núpcias de Escândalo (1940), Costela de Adão (1949) ou Nascida Ontem (1950).

Cary Grant e Katharine Hepburn, vindos logo após a obra-prima e screwball comedy por excelência Levada da Breca (1938), de Howard Hawks, já se conheciam e possuiam um entrosamento natural e incomum. Aliás, que atores! Não há mais o encantamento, charme e simplicidade que atores desse calibre possuem. São verdadeiros mitos, em sua essência cinematográfica. Eu desafio e sei que poucos atores atuais teriam o mesmo jogo de cintura e carisma. É simplesmente talento natural.

Johnny (Grant) conhece Julia (Doris Nolan), irmã de Linda (Hepburn) numa viagem. Logo se apaixonam perdidamente e resolvem se casar. Mal sabe Johnny a enrascada que se meteu, pois Julia é filha de um banqueiro riquíssimo (Henry Koller) e de família tradicional, os Seatons. Por isso deve passar por uma série de exigências do pai da noiva para que o casamento seja aprovado. Johnny, com ideais liberais e espírito independente, ainda não encontrou um sentido para a sua vida no mundo e acredita que a riqueza material proporcia meios para uma auto-descoberta, mas não é o seu objetivo final.

O filme possui uma crítica velada (ou nem tanto) ao capitalismo e tem cenas memoráveis. Um dos destaques é o elenco secundário: Edward Seaton (Lew Aires), irmão de Julia e Linda, está impagável como o alcoólatra rico e frustado, sempre com uma tirada esperta sobre o modo de vida dos ricos. Além dele, o casal cômico Potter (Edward Everett Horton e Jean Dixon), amigos de Johnny, reforça a idéia de que a felicidade ou um modo de vida mais satisfatório é mais facilmente encontrado na simplicidade do que na soberba dos ricos.

Boêmio Encantador é por isso mesmo um pouco mais sério e menos espalhafatoso que outros do gênero e talvez não tenha sido devidamente apreciado. Agora finalmente saiu em dvd no Brasil. Veja e comprove.

Como todos filmes dessa época e estilo, a duração é  curta e o ritmo do filme é tão rápido que quando você vê, já acabou… deixando sempre aquele gostinho de quero mais. Programaço.

Anúncios

Ações

Information

5 responses

25 06 2009
Otavio Almeida

Po! Não vi esse! Posso encontrá-lo em DVD? Abs!

25 06 2009
Michael Serra

Rapaz, o blog tem estilo hehe, ficou muito bom. Mas nossa, esse filme eu nao vi. Confesso que nao sou cinéfilo, hehe. Geralmente nem vou no cinema, espero uns anos pra ver o filme de graça na TV… 😛

25 06 2009
denistorres79

Otávio, vc leu o post? Acho que não, rsrs.

25 06 2009
denistorres79

Michael, obrigado pela visita. Abs!

27 07 2009
André C.

Você definiu muito bem Denis, quem não gosta e porque não deve bater muito bem da cabeça!

Estes filmes tem uma pureza até hoje!

Sou fã do gênero!

Abraços,
André C.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: