This Is IT – Michael Jackson está de volta!

15 09 2009

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

This Is It é o documentário que mostra os últimos momentos da vida do astro nos ensaios da turnê homônima que deveria ocorrer em Londres. Além disso, permeia a obra vários depoimentos de astros amigos de Michael. Caça-níquel ou não, devido à proximidade da morte do astro, esse é daqueles com suceso garantido. Como sempre foi quase tudo que girava em torno de MJ. Estréia dia 28/10 nos EUA, com venda antecipada dos ingressos e exibição por apenas 2 semanas. A estréia está prometida aqui para apenas 2 dias depois. Será?

MJ1





Morre Patrick Swayze (1952-2009)

14 09 2009

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about "Morre Patrick Swayze (1952-2009)", posted with vodpod

Morre aos 57 anos o ator Patrick Swayze, astro de ‘Dirty dancing’ e ‘Ghost’, vítima de um câncer raro no pâncreas. Ele vinha lutando contra a doença fatal desde 2008. Descanse em Paz.





Jack Black´s Prime Time

14 09 2009

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about "Jack Black´s Prime Time", posted with vodpod

Quando Jack Black tem esses rompantes, ele é único!





Vai que você tira a sorte grande, hein?!

10 09 2009

CB056255
Los Angeles, 10 set (EFE).- A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos informou hoje que vai sortear 700 lugares nas arquibancadas que cercam o tapete vermelho pelo qual passarão os convidados à cerimônia da entrega dos prêmios Oscar de 2010, no teatro Kodak, em Los Angeles.

PUBLICIDADE

A partir das 9h locais da próxima segunda-feira (14h de Brasília), o portal da Academia abre as inscrições para o sorteio pelo endereço http://www.oscars.org/bleachers. O prazo para disputar as entradas termina às 21h locais do domingo seguinte (1h de segunda-feira em Brasília).

Os vencedores serão notificados no início de outubro e, em dezembro, receberão o convite oficial para ficar ao lado tapete vermelho da 82ª cerimônia de entrega dos prêmios Oscar, marcada para o dia 7 de março de 2010. Porém, os 700 sortudos acompanharão o evento pela televisão em um local próximo ao Teatro Kodak.

O convite será válido para até quatro pessoas independentemente de seu país de residência, mas a Academia só permitirá uma solicitação por grupo e não custeará as despesas de hospedagem ou transporte até Los Angeles.

O sorteio de entradas para o tapete vermelho começou a ser feito para a entrega dos prêmios Oscar em 2004. Desde então, a Academia recebe uma média anual de 20 mil solicitações. De lá até aqui, o número de assentos disponíveis dobrou.

(Fonte: Yahoo)





UP – Altas Aventuras (2009)

8 09 2009

img_up_poster_2601

UP, o décimo longa de animação da Pixar, talvez não seja a excelência com a qual estamos acostumados, mas é divertido pra caramba. A historinha do velhinho Carl que deixou o tempo passar e não realizou seus sonhos de aventura ao lado de seu amor Ellie, companheira de longa data, é familiar e pitoresca. Em busca do suposto tempo perdido, Carl decide realizar a viagem tão prorrogada. Nisso entra de gaiato o irreverente escoteiro Russell e o contraponto está feito: juventude e velhice descobrindo um novo mundo.

Digo excelência no sentido de que quem esperava uma outra obra-prima como Wall-E, talvez não tenha gostado. Meu colega, entenda o seguinte, Wall-E é daqueles que surgem de tempos em tempos. Eu gostei e achei todos os personagens adoráveis e encantadores, como o estabanado cachorro Pup, a engraçada ave “Kevin” e até a matilha de cães do mal. Menos o vilão, que é um patife daqueles. Calhorda.

Das animações da Pixar esta me parece aquela que consegue ter um maior equilíbrio entre o apelo aos mais velhos e também aos mais jovens. Explico: o começo é maravilhoso e não será muito bem entendido pelos infantes mas logo que acaba o belíssimo prólogo, o desenho toma um ritmo e tom brincalhão que agradará principalmente a criançada. Porém, como felizmente eu ainda mantenho o meu espírito infantil vivo, me diverti à beça nessas cenas. Outros não terão a mesma sorte e nisso começam a reclamar de uma “suposta” irregularidade que quebra a história.

Uma coisa que eu sempre argumentei é que não se pode comparar filme com animação, por melhor que ela seja. Não concordo que uma animação possa um dia concorrer e até ganhar um Oscar de melhor filme, pois acredito que a produção e o trabalho com atores reais é muito mais complexo. Dito isto, não entendo porque as críticas a UP nas partes em que o desenho adquire tons surreais, como a partir das cenas em que o velhinho Carl puxa a casa rumo ao seu tão sonhado destino.

Se um desenho não pode ser nonsense, eu me demito. A coisa que eu mais adoro em desenho é a possibilidade dessa fuga louca e descabida, que quebra todos os parâmetros. Em UP as cenas “absurdas” são feitas com muita graça e não há a perda da magia, que é o que importa. Se não gostou, faça o seguinte, interprete a casa como uma metáfora e engula seco. Mas não encha o saco.

UP funciona muito bem em 3-D e não chega a incomodar a visualização com aqueles feitos especiais irritantes só pra mostrar que é 3-D. Como vocês vêem, eu não sou tão fã de 3-D, pois acho um recurso ainda limitado (antes de UP começar, exibiram vários trailers em 3-D e Avatar foi um deles; sinceramente espero que o novo de James Cameron não sofra com isso e me decepcione). Outra coisa que não gosto são versões dubladas, mas devo admitir que Chico Anysio dublando Carl é impagável. Um show à parte.

Enfim, foram momentos bem agradáveis no cinemão e mais uma vez a a Pixar mostra que é o bicho e o resto que corra atrás. UP é um desenho que nos diverte, comove e até faz refletir. Serei chato se exigir mais que isso! No final temos a certeza que nunca é cedo demais para se aventurar pelo mundo. Ou tarde demais. Basta coragem.





OSCAR 2010 : novas regras para Melhor Filme

1 09 2009

oscar-1

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood mudou as regras para eleger o dono da estatueta de Melhor Filme a partir de 2010. Agora, os votantes deverão eleger por ordem de preferência os dez melhores longas-metragens do ano; o mais popular não somente em número de votos, mas de preferência, ganhará o prêmio. Em junho, a Academia já havia aberto as opções de cinco para dez os candidatos para a categoria Melhor Filme. Desta forma, é com o sistema de preferência que a Academia pretende tornar mais democrática e precisa a votação. “Ao invés de somente marcar um filme que o votante acredita ser o melhor, ele deverá marcar o segundo, terceiro e assim por diante”, explica o novo presidente da Academia, Tom Sherak, eleito em meados de agosto. Este sistema era usado na premiação até 1945 e volta somente agora. Em 1934 e 1935, eram 12 os candidatos a Melhor Filme; de 1936 a 1943, foram dez os concorrentes; nos anos de 1944 e 1945, eram cinco, mas esse sistema ainda foi usado nesses anos. Os indicados à 82ª edição do Oscar serão anunciados em 2 de fevereiro de 2010; a entrega dos prêmios da Academia ocorrem no dia 7 de março de 2010, no Kodak Theatre, em Los Angeles, com transmissão ao vivo para 200 países.

(Fonte: Redação Cineclick)





Anticristo (Antichrist, 2009) de Lars Von Trier

29 08 2009

antichrist-poster

Em Anticristo temos uma mistura do cinema psicólogico e religioso do sueco Ingmar Bergaman e do modo lento e reflexivo do russo Tarkovski (cujo filme é dedicado). Em termos de narrativa o filme é soberbo, dividido precisamente em um belo prólogo com a linda Lascia ch´io pianga, de Handel, como trilha de fundo. Quatro partes (Luto, Dor, Desespero e os três mendigos) formam a principal história, fechando num breve epílogo.

A história conta a recuperação de um casal após a trágica morte de seu filho. William Defoe (perfeito no papel) é o marido psicanalista e Charlotte Gainsbourg (numa soberba e corajosa atuação) a sua esposa escritora. No filme eles não possuem nome próprio e isso claramente é intencional pois Lars fala de sentimentos universais e não quer se prender a nenhum tipo específico.

Na tentativa de auxiliar a sua esposa, que sofre de uma profunda depressão e ansiedade, Defoe faz com que a mesma confronte seus piores medos como parte da terapia e a leva para uma cabana isolada no meio da floresta, que teria sido usada pela mesma quando estava reclusa com seu filho, trabalhando no preparo de um livro sobre o Éden. A partir dai, para usar uma popular frase americana, all hell breaks loose.

Os simbolismos do filme falam de culpa, dor, perda, sexualidade, violência e loucura. A natureza é o principal personagem do filme, aqui descrita como “a igreja de satã”. Natureza esta tanto a que vemos no seu plano físico como aquela intrínseca a todos nós. Fica evidente um manifesto que o mal é um bem necessário e não há moralidade que se sustente quando nos confrontamos com nossos sentimentos mais primitivos.

A respeito da personagem feminina não enxergo nenhuma misoginia no filme e sim uma admiração inconteste pelo ser feminino, admiração tão forte que chega a causar inveja. A mulher representa o todo, ela é completa, é a causa de nossos males e bençãos. Em resumo: a caixa de Pandora se abriu e jamais será fechada.

O filme parece, em vários pontos, se tratar de uma busca de recuperação pessoal. E por mais radical que possa parecer, eu acredito na expurgação desses demônios que atormentam a vida de uma mente brilhante e criativa através de situações absurdas à primeira vista. E essas cenas são muitas vezes chocantes, mas cheias de nuance, e se encaixam perfeitamente na ideia e proposta demente de Lars.

Anticristo é mirabolante e, com seu final apoteótico e pertubador, consegue manter a certeza de temos visto algo único, bizarro e apaixonante. E quando chega os créditos a sensação é de uma experiência extremamente recompensadora. Aleluia.